Lifeline

Uma montanha-russa, que descreve assim como uma mera batida

nossa condição psicologica, espiritual e física.

O mais incrível é o modo como o tempo passa,

e como rapidamente uma subida pode descer.

Como nada e tudo,

uma antítese meritosa.

Vem em mente palavras de Marcelo Camelo,

como fechar a mão pro que há de vir,

por medo de se perder o que não tem.

A medida que vou vendo,

caminhando,

Vejo as pétalas da flor que eu dobrei desfeitas…

O vitimismo é nulo.

O modernismo é nulo.

A medida certa não existe.

Mas me recuso a fechar isto assim.

Ao alento,

deixando livremente o futuro de Lispector me tocar e me abraçar.

O crescer passa.

O descer tambem.

Somos uma terra esperando ser planificada pelo Tietê.

Mas, eu quero.

Eu quero.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s