A espiral que se desenrola perante meus olhos é muito maior do que esperava.

Sinto-me completo enquanto descompleto,

sinto a angustia das pessoas enquanto estou feliz.

O choro de muitos diante dos paradoxos dessa vida que clamamos ser nossa.

Ou que alguns.

Aqueles que tudo tem para tomar a mão e condução das próprias vidas,

se veem enjaulados por esta força invisível que drena,

e extrai toda a energia que emana de nossa vitalidade.

Nossa vontade de viver.

Qual é a nossa vontade de viver?
O que essa espiral me mostra é o turbilhão da modernidade,

O turbilhão da vida e relações interpessoais aos quais dificilmente vou entender

neste estado de Stasis emocional e mental.

Cabe a nós num piscar de olhos resolver este turbilhão,

e ter em mente que nesta vida só se tem uma chance,

um único brilho do próposito em que se escolheu.

e que afundaremos do ponto mais alto em que se toca os céus,
ao ponto mais profundo ao qual a luz não consegue atingir o fundo do poço.

Quem consegue pensar com palavras assim lhe assombrando?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s